quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

O PESO DOS PASSOS DADOS




video



O tempo é insustentável
(e o corpo não o sustém)

Pesa o passo mais que seu próprio peso
Pesa o passo dado e o que ainda nem se deu

Angustia-se a angústia em sua necessidade, intrínseca
Abate-se a crença em sua incerteza, inerente

Sim, insustentável é o tempo
(e a sua divergência não o sustenta)

A “noite terrível” será talvez obscura, terrivelmente
Sempre que o passado sobrevier no tempo, terrífico talvez


1 comentário:

  1. O tempo como Sísifo e sua angústia cíclica...tempo e angústia, essa dupla implacável. E eu? Companheira de Sísifo e escrava do tempo...
    Belo poema! Parabéns e obrigada!

    ResponderEliminar